Behrmann Bar

Dicas do Behrmann

Guinness: descubra 11 curiosidades sobre a cerveja

Amantes de cerveja e pubs se preparam para comemorar neste domingo (17) o St. Patrick’s Day, um feriado tipicamente irlandês que ganhou o mundo. Com isso, claro, não pode faltar Guinness, a bebida mais popular do país. Para comemorar a data, o site Food Republic selecionou 11 curiosidades sobre a cerveja. Confira a seguir.

Consumo na África
Cerca de 40% da Guinness é consumida na África. De cinco cervejarias da marca ao redor do mundo, três são em países africanos. Só na Nigéria, há cinco fábricas da bebida, o que torna o país o segundo maior em sua fabricação, perdendo apenas para a Grã-Bretanha. Por incrível que pareça, a Irlanda vem em quarto lugar, o terceiro fica com Camarões e a quinta posição é ocupada pelos Estados Unidos.

Nome
Assim que foi criada, a cerveja escura foi chamada de Porter e, depois, ficou popularmente conhecida como Stout Porter. No final do século 18, a então singular Stout teve tanto sucesso que a Guiness parou de fazer outras variedades de cerveja.

Livro dos Recordes
Freddie Mercury nasceu na Índia ou na Tanzânia? Como a Guinness sempre está presente dúvidas, conversas e mesas de bar, o diretor Hugh Beave lançou em 1954 o Guinness Book of Records, um livro com curiosidades e fatos pouco conhecidos. A tática de marketing fez sucesso e conquistou os consumidores.

Cor
Diferentemente do que muitas pessoas pensam, a Guinness não é preta e nem marrom. Se você colocar a cerveja em um lugar bem iluminado ou deixá-la contra a luz, vai perceber que a bebida é vermelha. A empresa atribui a coloração à torrefação da cevada, um processo de fabricação.

Lado social
Arthur Guinness, um rico protestante com pouca experiência em bebidas, fundou a cervejaria St. James’ Gate em 1759. Ele passou a ser um defensor dos direitos humanos e criou conjuntos habitacionais para os pobres marginalizados de Dublin. A Guinness ainda apoiou tropas irlandesas nas duas guerras mundiais e garantiu emprego aos trabalhadores após retorno, além de ajudar suas famílias com um salário mensal enquanto estivessem fora.

Segunda chance
Perdeu o St. Patrick's Day este ano? Considere beber uma cerveja gelada no Arthur's Day, um "feriado" patrocinado que foi criado em 2009. Em 2013, a data que lembra Arthur Guinness, fundador da cervejaria, acontecerá no dia 27 de setembro às 17h59 (horário de Dublin em referêcia ao ano de sua criação). Diversos jovens irlandeses se reúnem para celebrar o sucesso da cervejaria e gritam: "Ao Arthur!”

Igreja
Gerações de homens da família Guinness trabalharam para preservar a histórica Saint Patrick’s Cathedral, um marco nacional na Irlanda. Benjamin Lee Guinness, terceiro filho de Arthur, supervisionou a renovação entre 1860-1865 e impediu o colapso da catedral.

Nutrientes
Rica em ferro e compostos antioxidantes, um grande copo de Guinness tem 210 calorias.  Comparando ao leite, com 150 calorias, a bebida é nutritiva e, sem dúvida, mais apropriada para uma reunião com amigos.

Grand Metropolitan
Em 1997, as empresas Guinness e Grand Metropolitan criaram a Diageo, que produziu o Jose Cuervo e a Smirnoff. A marca, porém, era tradicional de Londres e não de Dublin.

Cozinha
Além dos bares, a Guinness também tem sua importância na cozinha. A cerveja ajuda a amaciar e dar a sabor a um ensopado de carne com batatas, clássico na Irlanda, além de dar sabor especial a alguns tipos de sorvete, como o de baunilha.

Servindo
Os bartenders não estão confusos quando insistem em colocar sua Guinness em "dois lances" no copo. Diferente de outras torneiras, a Guinness passa por um disco restritor de cinco buracos (não precisa entender; saiba que isso deixa sua cerveja deliciosa). Esse mecanismo despeja uma quantidade maior de nitrogênio, deixando a cerveja mais efervecente. Sendo assim, é necessário tirar a cerveja em duas "torneiradas": uma começa a mágica e a outra termina o serviço.

Fonte: terra.com.br